Definição de Prótese, Órtese e materiais especiais – Câmera Técnica de Implantes – AMB

Às Sociedades de Especialidades

Prezado (a) Presidente,

Conforme deliberado na reunião da Câmara Técnica de Implantes realizada no dia 27 de novembro na sede da Associação Médica Brasileira, os termos Prótese e Órtese serão assim entendidos:

  1. Prótese: dispositivo permanente ou transitório que substitui total ou parcialmente um membro, órgão ou tecido.

Podendo ser:

  • Interna ou Implantada (Ex: prótese articular, prótese não convencional para substituição de tumor, coração artificial, válvula cardíaca, ligamento artificial, etc);
  • Externa ou não implantada (Ex: prótese para membro);
  • Implantada total ou parcial por ato cirúrgico ou percutâneo (Ex: implante dentário, pele artificial);
  • Estética, quando mantém apenas a forma e a estética (Ex: prótese ocular, prótese mamária, cosmética de nariz).
  1. Órtese: dispositivo permanente ou transitório, utilizado para auxiliar as funções de um membro, órgão ou tecido, evitando deformidades ou sua progressão e/ou compensando insuficiências funcionais.

Podendo ser:

  • Interna ou implantada: (Ex: material de sutura e de síntese,material de ósteossíntese, instrumental para estabilização e fusão de coluna, marca-passo implantado, bomba de infusão implantada, etc)
  • Externa ou não implantada (Ex: bengalas, muletas, coletes, colares cervicais, aparelhos gessados, tutores, andadores, aparelhos auditivos, óculos, lentes de contato, aparelhos ortodônticos, etc)
  • Implantada total ou parcial por ato cirúrgico ou percutâneo (Ex: fixadores externos, stents, drenos, etc).

Tambémficou decidido adotar a terminologia “materiais especiais” paradefinir materiais e dispositivos utilizados em procedimentos diagnósticos eterapêuticos que não se enquadram nas especificações acima.

Solicitamos,com a maior brevidade, a relação de materiais e dispositivos utilizados na suaEspecialidade, compatibilizados com as definições de Prótese e Órtesedeliberadas pela Câmara Técnica de Implantes, para que possamos enviar para aAgência Nacional de Saúde Suplementar e Operadoras de Planos de Saúde.

Atenciosamente

Dr.José Carlos Brito

Presidenteda Câmara Técnica de Implantes

Esta entrada foi publicada em Órtese e materiais especiais - Câmera Técnica de Implantes - AMB. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta