Mutirão de Varizes no hospital Carvalho Beltrão em Coruripe – Alagoas – 27_08_11 – 126 pacientes atendidos e 34 pacientes (Ceap 4,5 e 6) operados com radiofrequência e escleroterapia com espuma

 

Equipe de médicos que participaram do Mutirão de Varizes no hospital Carvalho Beltrão em Cpruripe

Equipe de funcionários do Hospital Carvalho Beltrão que participaram do Mutirão de Varizes

Agradecimento a enfermeira Sâmia pela organização das cirurgias de varizes

Paciente Maria José de Poxim se prepara para ser operada no mutirão de varizes da SBACV/HCB de Coruripe

Assunto: TREINAMENTO – MULTIRÃO DE VARIZES EM CORURIPE NAS ALAGOAS – SBACV

Presidente Prof. Dr. Guilherme Pitta, boa noite.
Parabéns pelo evento realizado. Sem dúvida alguma foi um sucesso. E o mais importante foi o clima de amizade, parceria e comprometimento de todos os Vasculares presentes com áqueles pacientes carentes que estavam ali aguardando um tratamento. As equipes de Enfermagem e de Anestesiologia foram magníficas. A combinação Radiofrequência para safenas combinada com Espuma em pacientes C 4,5 e 6 foi fantástica. Um aprendizado precioso para mim que estou próximo dos 200 casos de RF.
Grande abraço e parabéns mais uma vez. Foi um grande prazer fazer parte desta história,
DR. LEONARDO C. MAKLOUF
COORDENADOR C. VASCULAR E HEMODINAMICA – GRUPO SANTAMÁLIA SAÚDE -SP 
COORDENADOR C. VASCULAR – H. VILLA – LOBOS – SP
COORDENADOR C. ENDOVASCULAR – H. GUILHERME ÁLVARO – SANTOS
CONSULTOR – BRASIL  -RADIOFREQUENCIA – COVIDIEN
SÓCIO EFETIVO DA SBACV
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Mutirão de Varizes no hospital Carvalho Beltrão em Coruripe – Alagoas – 27_08_11 – 126 pacientes atendidos e 34 pacientes (Ceap 4,5 e 6) operados com radiofrequência e escleroterapia com espuma

  1. Adriano Dionísio disse:

    Vencemos essa batalha…

  2. guilherme disse:

    oi Adriano

    Parabéns pela liderança e ação no nosso mutirão sem você não teríamos conseguido tudo.

    Vamos a luta que 2011 é curto

    Guilherme Pitta

Deixe uma resposta